SOCIEDADE LATINOAMERICANA DE ECOLOGIA HUMANA É CRIADA NO PARAGUAY

SOCIEDADE LATINOAMERICANA DE ECOLOGIA HUMANA É CRIADA NO PARAGUAY

SOCIEDADE LATINOAMERICANA DE ECOLOGIA HUMANA É CRIADA NO PARAGUAY

A Sociedade Latinoamericana de Ecologia Humana denominada SOLAEH, foi fundada após cinco anos de debates em torno das questões socioambientais que envolvem a pegada ecológica da espécie humana na América Latina, no dia 19 de outubro de 2019, em Assunção, Paraguai.

Esse marco é decorrência de muitos encontros que aconteceram no Brasil, Portugal, Filipinas e no Paraguay, desde 2014. No ano de 2016, em Assunção, um grupo de ecólogos humanos, entre os quais a atual presidenta da Society for Human Ecology (SHE), Professora Iva Pires, e a ex-presidenta da Sociedade Brasileira de Ecologia Humana (SABEH) Alzeni Tomaz, estruturam um Rede Latinoamericana de Ecologia Humana (RELAEH) que foi a gênese da SOLAEH. Na estruturação da Rede estavam persentes membros do Brasil, Paraguay, Chile, Portugal, México, Bolívia, Espanha, Porto Rico e Nigéria.

Neste início da SOLAEH foram eleitos para a Presidência e Secretaria Executiva, os ecólogos humanos, Amado Insfran Ortiz e Ronaldo Gomes Alvim, respectivamente. Também participam do grupo gestor  Maria José Aparicio, Professora na Universidade Nacional de Assunção,  Gustavo Negreiros, atual presidente da Sociedade Brasileira de Ecologia Humana (SABEH); Ricardo Garay, Professor da Universidade Nacional de Assunção; Reuber Rosendo e Joaquim Novaes,  estudantes de Ecologia Humana, no Brasil e Lisboa, respectivamente; Daniel Ruilova, Professor da Universidade do Equador, Elizabeth Bergallo, Professora da Universidade Nacional de Resistencia, na Argentina. O Conselho Editorial da Revista Científica da SOLAEH ficará a cargo dos Professores da área de Ecologia Humana, Juracy Marques, da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e José Miranda da Universidade Nacional de Assunção.

Nesse momento da história preenche-se uma lacuna na estrada da Ecologia Humana Mundial que conta com a consolidação de grandes grupos na Europa como o Círculo Europeu de Ecologia Humana e importantes sociedades científicas; Nos Estados Unidos com a atuação, em nível internacional, do trabalho da Society for Humana Ecology (SHE), bem como grupos no Canadá, Austrália, Filipinas, Japão, Índia, África, entre outros.

O nascimento da SOLAEH torna-se um ponto de convergência das várias ações no campo da Ecologia Humana nas Américas, destacando-se o Paraguai que, junto com os EUA, oferecem cursos de graduação em Ecologia Humana, únicos nas Américas, e o Brasil, onde existe uma atuante sociedade científica, a SABEH, e cursos de mestrado e doutorado em Ecologia Humana, este último, o primeiro da América Latina.

“São tempos novos, desafios novos, para todos os ecólogos humanos da América Latina”, ressaltou o Professor Amado, atual presidente da Sociedade Latinoamericana de Ecologia Humana – SOELAH.

No comments.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *