GESTÃO SOCIOAMBIENTAL DA PESCA E DA PISCICULTURA NO RESERVATÓRIO HIDRELÉTRICO DE XINGÓ, DELMIRO GOUVEIA-AL

GESTÃO SOCIOAMBIENTAL DA PESCA E DA PISCICULTURA NO RESERVATÓRIO HIDRELÉTRICO DE XINGÓ, DELMIRO GOUVEIA-AL

Resumo

A construção do reservatório para a operação da usina hidrelétrica de Xingó trouxe novas possibilidades de uso de suas águas, assim como muitos problemas as comunidades ribeirinhas do seu entorno. Diante disso, esta pesquisa objetivou realizar um levantamento no reservatório de Xingó para obtenção de subsídios necessários ao desenvolvimento de políticas públicas que culminem para uma gestão socioambiental da pesca no município de Delmiro Gouveia, Alagoas. O levantamento foi realizado entre os meses de março a dezembro de 2016, por meio de pesquisas bibliográ cas, entrevistas estruturadas com pescadores de quatro comunidades ribeirinhas, coleta de peixes e conversas formais com os técnicos da secretaria municipal do meio ambiente. Os resultados mostraram que as águas do reservatório são usadas para diversos ns. A pesca é representada em sua maioria por pescadores do sexo masculino; os pescadores têm idade entre 29 e 75 anos e grande parte possui baixa escolaridade. Após a construção deste reservatório houve uma redução no número das espécies de peixes, levando os pescadores a procurarem atividades paralelas, como a piscicultura. Veri cou-se que as espécies mais frequentes na pesca foram: Plagioscion squamosissimus (HECKEL, 1840) e Metynnis lippincottianus (COPE, 1870). Acerca da gestão socioambiental no setor pesqueiro, constataram-se ações governamentais nas esferas federal, estadual e municipal.

Palavra Chave: Comunidades ribeirinhas. Impactos ambientais. Pescadores.

Abstract

The construction of the reservoir for the operation of the Xingó hydroelectric plant brought new possibilities of consumption of its waters, as well as many problems for the riparian communities around it. In face of this, this paper aimed to conduct a research in the Xingó reservoir to obtain the necessary subside to develop public policies that result in a socio-environmental management of shing in the city of Delmiro Gouveia, Alagoas state of Brazil. The data gathering was conducted between the months of march and October 2016, through bibliographical researches, structured interviews with the shermen from four riparian communities, sh collection and formal conversations with the technicians from the municipal secretary of environment. The results have showed that the waters of the reservoir are used for several purposes. Fishing is mostly represented by male shermen, with ages that vary from 29 to 75 years old, and most of them are poorly educated. After the construction of the reservoir, there was a reduction in the number of sh species, which made the shermen look for parallel activities, such as sh-farming. It was veri ed that the most common species for shing were: Plagioscion squamosissimus (Heckel, 1840) and Metynnis lippincottianus (Cope, 1870). In what concerns the environmental question in the shing sector, governmental actions were found in the federal, state and municipal cores.

Key words: Riparian communities. Environmental impacts. Fishermen.

Data de Publicação:
Editores:
Ilustradores:
Artistas de Capa:
Gêneros:
Tags:

No comments.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *