Educação para a Convivência com o Semiárido e Direitos Humanos

Educação para a Convivência com o Semiárido e Direitos Humanos

Experiências Educativas do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada – IRPAA

Capa de Livro: Educação para a Convivência com o Semiárido e Direitos Humanos

Este livro resulta do trabalho de pesquisa desenvolvido junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade – PPGEduC/UNEB e busca levar ao leitor reflexões e inquietações humanas acerca de uma das questões atuais e desafiadoras, ainda invi- síveis aos olhos da grande mídia: a educação contextualizada em uma realidade semiárida, ao norte da Bahia, na perspectiva dos direitos humanos emancipatórios. A pesquisa ocorreu a partir do conheci- mento e análise das experiências voltadas para a convivência com o semiárido, desenvolvidas pelo Instituto Regional da Pequena Agrope- cuária Apropriada – IRPAA, abrangendo Comunidade Tradicional de Fundo de Pasto, situada no Território do São Francisco.

Em alguns municípios do semiárido baiano, vem sendo cons- truída uma noção de desenvolvimento local sustentada em paradig- mas vinculados às especificidades socioeconômicas, ambientais e cul- turais da região e que ultrapassam os interesses do capital. Novas concepções e alternativas surgem, tecem novas perspectivas com o propósito de estabelecer uma nova realidade, principalmente a partir

dos problemas enfrentados e tendo como protagonistas o ser huma- no e o meio ambiente.

Entre as propostas inovadoras de desenvolvimento sustentável, inclui-se a convivência com o semiárido, fundamentada na educação e baseada, em especial, na relação dialética entre o homem e a nature- za. A proposta de Convivência com o semiárido vem se consolidando numa perspectiva transformadora e busca, partindo do local, conscien- tizar os sujeitos a compreenderem o ambiente e os fenômenos naturais da região onde vivem, com vistas ao aproveitamento das potencialida- des e da construção das novas possibilidades diante das problemáticas encontradas. Traduz-se como um “prático socioespacial” novo.

Editora: Editora SABEH
Editores:
Gêneros:
Tags:

No comments.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *